Membros

Ir em baixo

Membros

Mensagem por Mestre do Jogo em Ter Ago 30, 2011 2:44 pm

Os Membros

Faz muito tempo que os vampiros são temidos como vorazes monstros da noite — terríveis formas negras surgindo das trevas para roubar crianças de seus berços e arrebatar o sangue dos inocentes. Os vampiros também são criaturas de beleza fatal, imensa paixão e sensualidade predatória.

Cada vampiro é único, e cada um tem sua própria história fascinante para contar. A característica mais importante que todos os vampiros compartilham, no entanto, é a maldição. Mais importante do que qualquer linhagem, clã, seita ou causa é o fato de que todos os vampiros são predadores mortos-vivos. As lealdades e os deveres caem para segundo plano diante do impulso inevitável da fome. Todos os vampiros, sem exceção, são parasitas, amaldiçoados pelo destino a predarem sobre aqueles dos quais se originaram.

O jogo Vampiro enfatiza este tema mais do que qualquer outro.

Os vampiros são monstros. Qual a sensação de deixar uma vítima morta e sem sangue num depósito de lixo? Manipular mortais como peões em um tabuleiro de xadrez? Suspeitar que os anciões o manipulam como uma arma involuntária contra os antigos inimigos?

Prolongar uma não-vida de discrição e carnificina? Sucumbir às astúcias da Besta e fazer inocentes em pedaços? Como resposta ao meio-ambiente, os Membros desenvolveram uma sociedade complexa, que existe às escondidas. Idade, clã, seita, senhor, poder, influência e muitos outros aspectos da não-vida transformam os vampiros no que eles são. Faz parte da existência de qualquer Membro integrar as inúmeras castas sociais que permeiam a sociedade vampírica. Ao criar obrigações para eles mesmos e cumpri-las, independentemente do quão artificiais elas sejam, os Membros procuram escapar da Besta que os corrói por dentro. Vampiro: A Máscara é, de fato, ambíguo. Os vampiros não se escondem apenas dos mortais, mas também de si mesmos, fingindo que não são os horrores em que realmente se tornaram.

Uma das maneiras pelas quais os Amaldiçoados fazem distinção entre si, é através de uma combinação de idade e geração, ou seja, quão afastado é o "parentesco" do Membro com o vampiro progenitor, Caim. Os vampiros mais jovens devem provar seu valor aos mais velhos, para terem direito a qualquer tipo de status, por menor que seja. A sociedade vampírica é tão estagnada e absurda quanto os imortais Amaldiçoados que a compõem.

Existe, contudo, um certo grau de flexibilidade, uma vez que os Membros mais antigos estão sempre em busca de recursos e de aliados que possam ajudá-los contra seus rivais na Jyhad. A posição mais elevada é atribuída aos Antediluvianos, cainitas de Terceira Geração. A maioria dos vampiros os consideram uma lenda — certamente, nenhum deles tem sido visto nas noites modernas. A posição mais baixa é atribuída às crianças da noite e aos Desgarrados, aqueles que não pertencem a nenhum clã ou têm o sangue fraco demais para traçarem uma linhagem própria.

• Antediluvianos: Estes vampiros, se é que eles existem, são provavelmente as criaturas mais poderosas do mundo. Membros da Terceira Geração, os Antediluviano estão apenas dois passos abaixo do Primeiro Vampiro, Caim. Quando os Antediluvianos escolhem se levantar de seu longo sono, afetam todos com os quais entram em contato; de acordo com os relatos esparsos de seus feitos, eles possuem poderes praticamente divinos. De acordo com as lendas, existiam originalmente 13 Antediluvianos, embora acredite-se que alguns tenham sido destruídos. Sua luta eterna, a Jyhad, afeta todos os Membros, e suas inúmeras formas de manipulação e trapaças tornam as tramas desses anciões quase imperceptíveis.

• Matusaléns: Se os Antediluvianos são os deuses dos Membros, os terríveis Matusaléns são semideuses e avatares. Em algum ponto entre 1000 e 2000 anos de idade, o vampiro passa por uma profunda transformação. Às vezes a mudança é física, outras vezes é mental ou emocional. Qualquer que seja a natureza desta mudança, o resultado final é que o vampiro não retém mais qualquer sinal de humanidade. Tendo realmente passado do estado terreno para o domínio do sobrenatural, os Matusaléns frequentemente se escondem em seus refúgios, onde podem dormir longe dos sedentos caninos dos vampiros mais jovens. No entanto, seus poderes são tão grandes, que continuam a dirigir seus indescritíveis planos apenas mentalmente, comunicando-se mágica ou telepaticamente (e quase sempre de forma imperceptível) com seus lacaios. Os Membros temem os Matusaléns, a quem é creditada uma série de horrendas características. Alguns rumores dizem que sua pele se transformou em pedra, outros falam de coisas que vão desde horrorosos desfiguramentos a belezas sobrenaturais, às quais não se pode contemplar. Acredita-se que alguns deles só se alimentam do sangue de vampiros, enquanto outros controlam o destino de nações inteiras de dentro de seus frios túmulos.

• Anciões: normalmente estão entre a Sexta e Oitava gerações. Com séculos de astúcia acumulada e uma terrível sede de poder, os vampiros anciões são fisicamente mais ativos na Jyhad — eles não sofrem os longos ataques de torpor dos Matusaléns e dos Antediluvianos, mas também não possuem os poderes limitados e a facilidade de serem manipulados dos vampiros mais jovens. O termo "ancião" é um pouco subjetivo; um vampiro considerado ancião no novo mundo pode ser apenas mais um ancilla na Europa ou em outros cantos do mundo. Os anciões mantêm um controle rígido sobre a estrutura de poder dos Membros, impedindo os vampiros mais jovens de atingirem posições de influência, exercendo o controle que têm mantido por décadas, senão séculos.

• Ancillae: (entre 100 e 200 anos de vida vampírica) que provaram seu valor. Os Ancillae são lacaios para os Membros mais poderosos, mas serão também os futuros anciões (se tiverem astúcia e sorte). Os Ancillae estão entre os neófitos e os anciões, o que significa que o Membro possui respeito e poder crescentes, mas ainda lhe falta idade e experiência para se tornar um verdadeiro mestre da Jyhad. Devido ao fato da população vampírica ter crescido muito nos últimos dois séculos, a grande maioria dos vampiros é formada por ancillae ou neófitos.

• Neófitos: Recentemente liberados, até Membros negligentes de mais ou menos cem anos. Marcados pelo estigma de ainda não terem provado a sua capacidade aos anciões, os neófitos são vampiros inexperientes, que talvez no futuro possam ser alguém, mas que, provavelmente, tombarão como peões nas tramas dos outros mortos-vivos.

• Novatos: embora todo vampiro, exceto Caim, seja a criança de alguém), os novatos são vampiros recém-criados, que ainda estão sob a tutela e a proteção do seu senhor, o vampiro que os criou. Eles ainda não são considerados como Membros da Família e frequentemente são tratados sem o menor respeito ou como simples propriedade do senhor. Quando seu senhor decide que sua criança da noite está pronta, ela pode tornar-se um neófito, de acordo com a aprovação do príncipe.
avatar
Mestre do Jogo

Mensagens : 95
Data de inscrição : 12/03/2010
Idade : 217
Localização : Buscando Jogadores

Ver perfil do usuário http://vampirosrpg.forumsomeu.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum